Make your own free website on Tripod.com

Fotos da construção
Home Histórico Especificações Performance A Decisão Importação e Custos Visita à M.A. Fotos da construção Perguntas Freqüentes Lições e Dicas Galeria XYS Belos Mustangs Links Perfil Bibliografia

 

Fotos 1
Fotos 2
Fotos 3
Fotos 4
Vôos de teste

 COMENTÁRIOS E FOTOS

 

    A construção do Mustang II é tradicional, sendo utilizados 100% de material aeronáutico. Todos os rebites da estrutura são escareados (rentes) do tipo AN 426, minimizando ao máximo o arrasto aerodinâmico, principalmente nas asas. As fotos comentadas da construção encontram-se nas barras de navegação ao lado.

Seção Central – O coração do Mustang II. A longarina principal, de aproximadamente 2,5 m, é uma viga "I" em alumínio Alclad 2024-T3. Já a longarina traseira é em forma de "C" . Com certeza é a parte do avião com mais componentes, tais como: alavanca de flap, manches, articulações, assentos, trem de pouso, etc...

Tempo gasto: 2 meses de trabalho ou 600 horas/ homem

    Nesta vista 3D vemos a robusta estrutura da seção central e a parte dianteira da fuselagem (parede de fogo, berço). Note que há 4 postes verticais afixados nas duas longarinas. É neles que se começa a fuselagem.

 

Asas - Atenção especial foi dada ao alinhamento dos bordos de ataque, pois o perfil do aerofólio é supercrítico. Utilizamos aqueles "peões de pedreiro" para alinharmos os furos de referência das nervuras com as linhas de referência desenhadas nas longarinas. Mas o mais difícil mesmo foi o fechamento das "wet wings", ou tanques integrais. De rebitagem extremamente demorada e difícil, pois não podíamos deixar o PRC endurecer... os últimos rebites utilizados para a selagem foram do tipo cherry. O alinhamento dos diedros  e bordos de fuga foram feitos com a velha e boa mangueirinha de nível.

Tempo gasto: 2 meses e meio de trabalho ou 750 horas/ homem

 

Parte dianteira da fuselagem - Como a seção central foi feita na vertical, nós a retiramos do gabarito e a colocamos em cavaletes. Quatro vigas verticais (uma espécie de caverna) são sua estrutura principal. Fazem parte a parede de fogo, o tanque central, pedais de leme e o "Santo Antonio" do párabrisas.

Tempo gasto: 2 meses de trabalho ou 600 horas/homem

 

Cone de cauda - O cone de cauda do Mustang possui fundo "chato", o que permitiu que a mesma também fosse apoiada em cavaletes. Isso eliminou a construção de um gabarito complicado, como o do RV-6. O seu ângulo foi determinado com a velha e boa mangueirinha de nível.

Tempo gasto:  1 mês e meio ou 450 horas/ homem

 

Empenagem - Talvez a parte da estrutura mais fácil. Partes fixas em chapa 0.032 e móveis em 0.020. Muito robusta. A fixação do estabilizador horizontal consiste em 06 parafusos de 3/16" (no Cessna Skylane são 2 ! ). A deriva possui 8 parafusos! Colocação dos acabamentos em fibra das asas e empenagem

Tempo gasto: 2 meses ou 600 horas/homem

 

Canopy - Serviço de curvatura de cano e solda muito trabalhosos. Muito cuidado com a perfuração do plexiglass, para não destruí-lo

Tempo gasto: 2 meses ou 600 horas/homem

 

Sistema de combustível - Canalização em tubos de cobre de 3/8" de diâmentro. O sistema une os três tanques em uma única válvula seletora. As possibilidades de consumo são: em ambos (consumo simultâneo das duas asas) ou tanque central. Uma bomba de transferência permitirá o transporte do combustível das asas para o tanque central.O esquema abaixo ilustra este sistema.

 

Tempo gasto: 15 dias ou 150 horas/homem

 

 Instalação do motor - O compartimento do motor possui limitação de espaço, então algumas adaptações foram feitas. O cárter do motor foi trocado, a fim de se posicionar a injetora Bendix para trás. Uma nova peça de ligação entre o motor e a bomba foi feita. A caixa de filtro de ar terá uma entrada de ar emergencial (ar alternado), a fim de se evitar uma eventual parada de motor por entupimento do filtro de ar.