Make your own free website on Tripod.com

Fotos 3
Home Acima Fotos 1 Fotos 2 Fotos 3 Fotos 4 Vôos de teste

 

 

Foto 33

Foto 33 - Início da instalação elétrica. Note que há uma "salada" de fios dentro do cone de cauda. Fios das strobe lights, luzes de navegação e antenas. Note também que o comando do profundor não é por cabo, e sim por um tubo rígido (pushrod).

 

Foto 34

Foto 34 - Tubulação de combustível. Localizada abaixo da válvula seletora, a bomba de transferência bombeará combustível das asas para o tanque central. Os vôos acrobáticos só são permitidos com combustível neste tanque.

 

Foto 35

Foto 35 - Manches conectados e o surgimento de fios provenientes de tudo quanto é lado.

 

Foto 36

Foto 36 - Janelas de acesso à base das lâminas do trem de pouso

 

Foto 37

Foto 37 - Início da instalação das polainas. Note que é um modelo de baixíssimo arrasto, pois ela cobre até as pinças do freio.

 

Foto 38

Foto 38 - Polainas instaladas ao redor dos pneus 5.00 x 5. Note a caixa de aquecimento da cabine afixada na parede de fogo.

 

Foto 39

Foto 39 - Externamente, ainda restam o ajuste do capuz do motor e a colocação da hélice

 

Foto 40

Foto 40 - Para a lâmina do trem de pouso, foi confeccionada uma carenagem aerodinâmica de alumínio de espessura 0.025", ficando um belo e harmônico conjunto.

 

Foto 41

Foto 41 - A cinta que une a asa com a seção central. Trabalho dispendioso, pois a mesma teve de acompanhar ao mesmo tempo a curvatura do aerofólio e o diedro da asa.

 

Foto 42

Foto 42 - Conjunto nav/strobe lights da Whelen Engineering, que acoplado à unidade de força, compõe o sistema anti-colisão mais eficiente da indústria aeronáutica

 

Foto 43

Foto 43 - Strobe light do fornecedor nacional Arieltek, e a antena do receptor VOR

 

Foto 44

Foto 44 - Luz de navegação branca/strobe da Whelen. A bequilha é comandável e possui desacoplamento automático quando atinge os 45°.

 

Foto 45

Foto 45 - Parte elétrica básica pronta! Os principais instrumentos (de vôo e de motor) estão afixados. Já poderemos assim realizar futuramente o primeiro vôo.

Foto 46

Foto 46 - Ajuste do capuz do motor. Confeccionado em fibra de vidro com resina epóxi, abrigará, além das duas tomadas de refrigeração do motor, a entrada de de ar para a injetora Bendix e dois faróis de 100 watts

Foto 47

Foto 47 - O capuz se abrirá com os "fasteners"  (tipo Dzus) da marca Skybolt, com receptáculo regulável. Note o spinner do Cessna Cardinal RG.

Foto 51

Foto 51 - A bela e nova hélice de passo variável Hartzell. A otimização da potência do motor versus velocidade se deve única e exclusivamente à ela.

 

Continua em Fotos 4